1
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004
01/01/2004 a 31/01/2004
01/12/2003 a 31/12/2003
01/11/2003 a 30/11/2003
01/10/2003 a 31/10/2003
01/09/2003 a 30/09/2003
01/08/2003 a 31/08/2003
01/07/2003 a 31/07/2003
01/06/2003 a 30/06/2003
01/05/2003 a 31/05/2003
01/04/2003 a 30/04/2003
01/03/2003 a 31/03/2003
01/02/2003 a 28/02/2003


Dê uma nota para meu blog


 UOL
 Aeroclube de Jundiai
 Fsa
 Airandinas
 Oahe
 Redemet
 Ewm
 Gol
 Vasp
 Tam
 Boeing
 Airbus
 Embraer







Investigações no acidente do Cyprus mostrou que o co-piloto estava vivo no momento da colisão

Exames em 20 corpos, inclusive da comissaria, indicou que eles estavão vivos quando o avião chocou-se com a montanha. Descartando a hipotese de que eles estavao congelados ou foram envenenados com o vazamento de algum gás.

Os pilotos dos dois caças gregos que interceptaram o avião, reportaram que na primeira passada, viram mascaras de oxigenio caidas na cabine e que um dos pilotos estava caido sobre os controles e nao conseguiram ver o outro piloto. Na segunda passada puderam ver pessoas na cabine tentando controlar o avião minutos antes de ele colidir com a montanha.

O corpo de uma comissaria de voo foi encontrado nos destroços da cabine de comando.

Investigações dizem que a suposta mensagem de texto de um passageiro para o parente dizendo que eles estavam congelando e falsa. E a pessoa que dizia ter recebido a mensagem foi presa e esta prestando exclarecimentos para a policia.

 



 Escrito por Pamplona às 11h10
[ ] [ envie esta mensagem ]



Avião com 152 passageiros cai em serra entre Colômbia e Venezuela

Caracas, 16 ago (EFE).- Um avião MD-80 da companhia aérea colombiana West Caribean com 152 pessoas a bordo caiu nesta terça-feira na Sierra de Perijá, no extremo noroeste do país, informaram autoridades venezuelanas. O ministro do Interior, Jesse Chacón, disse que helicópteros e aviões da Força Aérea venezuelana já sobrevoaram a zona e acham "muito difícil" haver sobreviventes no local.



Chacón disse ao canal estatal Venezolana de Televisión que o avião vinha do aeroporto panamenho de Tocome e tinha como destino a ilha caribenha da Martinica.

O ministro disse que, por enquanto, se desconhece a nacionalidade das pessoas que viajavam no avião, que caiu por volta das 3h30 (04h30 de Brasília).

"O piloto pediu permissão para entrar no espaço aéreo venezuelano e aterrissar no aeroporto de Maracaibo porque tinha falhas em um motor", relatou o ministro.

"Depois voltou a se comunicar para reportar que também sofria com uma falha no segundo motor. A partir daí, o avião foi perdendo altitude à razão de 7.000 pés por minuto e caiu", acrescentou Chacón.

"Vai ser muito difícil haver sobreviventes, só poderemos assegurar isso quando chegarmos ao local", explicou o titular do Interior.



 Escrito por Pamplona às 11h09
[ ] [ envie esta mensagem ]



Grammatiko, GREECE - A Cypriot plane full of vacationers slammed into a mountainside north of Athens on Sunday after at least one pilot lost consciousness from lack of oxygen, killing all 121 people aboard, more than a third of them children.

The cause of Greece's deadliest plane crash appeared to be technical failure _ resulting in high-altitude decompression _ and not terrorism, authorities said. A transport official said the 115 passengers and six crew may have been dead when the plane went down.

Helios Airways flight ZU522 was headed from Larnaca, Cyprus, to Athens International Airport when it crashed at 12:05 p.m. near Grammatiko, a scenic village 25 miles north of the Greek capital. Flaming debris, luggage and bits of human remains were strewn across two ravines and surrounding hills.

Family members wept in anguish as they waited at the Athens and Larnaca airports. When news of the crash emerged at Larnaca, relatives swarmed the airline counters, shouting "murderers" and "you deserve lynching."

A man whose cousin was a passenger told Greece's Alpha television he received a cell-phone text message minutes before the crash. "He told me the pilots were unconscious. ... He said: "Farewell, cousin, here we're frozen," Sotiris Voutas said _ indicating the plane was cold, a sign of decompression.

About a half-hour after takeoff, pilots reported air-conditioning system problems to Cyprus air traffic control. Within minutes, after entering Greek air space over the Aegean, the Boeing 737-300 lost all radio contact. Two Greek F-16 fighter jets were dispatched soon afterward.

When the F-16s intercepted the plane, jet pilots could see the co-pilot slumped over his seat. The captain was not in the cockpit, and oxygen masks dangled inside the cabin, government spokesman Theodoros Roussopoulos said.

He said the jet pilots also saw two people possibly trying to take control of the plane; it was unclear if they were crew members or passengers. The plane apparently was on automatic pilot when it crashed, Helios spokesman Marios Konstantinidis said in Cyprus.

When a pilot has no communication with the control tower, the procedure dictates that other planes must accompany and help the plane land. Unfortunately, it appeared that the pilot was already dead as was, possibly, everyone else on the plane," Cyprus Transport Minister Haris Thrasou said.

A witness described the instant the airline smashed into the 1,500-foot-high mountain, flanked by the F-16s. "We saw some fighter jets flying very low and after a few minutes we heard a very loud noise and saw pieces of the plane flying in the air," said Spyros Papachristou.

The head of the Greek airline safety committee, Akrivos Tsolakis, said the crash was the "worst accident we've ever had." He said the plane's black boxes had been recovered, containing data and voice recordings valuable for determining the cause

"There apparently was a lack of oxygen, which is usually the case when the cabin is depressurized," Tsolakis said.

The F-16 jets met the plane at 34,000 feet, the Greek air force said. At that altitude, the effects of depressurization are swift, said David Kaminski Morrow, of the British-based Air Transport Intelligence magazine.

"If the aircraft is at 30,000 feet, you don't stay conscious for long, maybe 15 to 30 seconds," he said. "But if you are down at 10,000 feet, you can breathe for a lot longer."

The flight was to have continued to Prague, Czech Republic, after stopping in Athens. This is the height of Europe's summer travel season, when Mediterranean resorts like Cyprus are packed with tourists. The area was likely to be particularly crowded, because Monday is a national holiday in Greece and Cyprus.

There were 48 children aboard, mostly Greek Cypriots, Helios spokesman Giorgos Dimitriou said in Athens.

Greek state television quoted the Cyprus transport minister as saying the plane had decompression problems in the past. However, Helios representative Dimitriou said the plane had "no problems and was serviced just last week."

Liz Verdier, a spokeswoman for Boeing, said the 737s, like all Boeing planes, are equipped with warning systems that alert pilots when decompression is occurrring. However, she could provide no details about how the warning system works on the 737.

On Cyprus, several callers to radio and television programs said they experienced severe air-conditioning problems on Helios jets in recent months. Some said the cabin was freezing and the crew provided blankets; others said it became unbearably hot.

Sudden loss of pressure was blamed for a crash in South Dakota in 1999, of a Learjet 35 carrying pro golfer Payne Stewart and four others. They became unconscious, and the jet went down after flying halfway across the country on autopilot.

In June 2000, a Boeing 737-200 of the Canadian carrier WestJet lost cabin pressure because pilots mistakenly shut down auxiliary power. Cabin altitude reached 24,000 feet before the plane descended and pressurization became normal. None of the 118 passengers was injured.

At the Greek crash scene, more than 100 firefighters, backed by planes and helicopters dropping water, fought a brush fire caused by the crash. The plane was in at least three pieces: the tail, a bit of the cockpit and a piece of fuselage that witnesses said contained many bodies. Sections of the plane were ablaze.

Fire department rescue vehicles carried body bags up the steep slopes of the charred valley to a fleet of ambulances. None of the bodies had masks on their faces, the fire department said. Black-robed Greek Orthodox priests were on hand.

"There is wreckage everywhere. Things here are very difficult, they are indescribable," Grammatiko Mayor George Papageorgiou said.

The remains of many victims were charred beyond identification, and the Cyprus transport minister said DNA tests would be necessary.

Greek Prime Minister Costas Caramanlis canceled a holiday on the Aegean island of Tinos to return to Athens. The Cypriot president also canceled a vacation.

Helios Airways, Cyprus' first private airline, was founded in 1999. It operates a fleet of Boeing 737s to cities including London; Athens; Sofia, Bulgaria; Dublin, Ireland; and Strasbourg, France. EU newcomer Cyprus is divided into Turkish and Greek sectors. Most of its 800,000 people are Greek Cypriots.



 Escrito por Pamplona às 11h08
[ ] [ envie esta mensagem ]



Astronauta da Discovery consegue consertar estrutura da nave

O astronauta americano Steve Robinson completou nesta quarta-feira com sucesso os trabalhos de reparação da fuselagem da nave Discovery, informou o Centro de Controle de Vôos Espaciais (CCVE) da Rússia

Um porta-voz da agência espacial americana Nasa disse que esta operação, sem precedentes na história, foi totalmente bem-sucedida.

Os consertos feitos por Robinson no espaço durante uma caminhada hoje junto com o japonês Sochi Noguchi eram necessários "para garantir a segurança da aterrissagem da nave espacial", que deve acontecer no próximo dia 8 de agosto, acrescentou.

Durante o vôo de retorno, a Discovery chegará a velocidades de até 22.000 km/h, e, durante alguns segundos, nas camadas altas da atmosfera virtualmente se tornará uma bola de fogo por causa do atrito.

Especialistas da Nasa temiam que as deformações de pelo menos dois centímetros formadas pelo material alterassem o fluxo aerodinâmico da nave e, em conseqüência, aumentassem o aquecimento da Discovery durante seu entrada na atmosfera terrestre.

A reparação consistiu em retirar o material supérfluo que saiu do lugar entre as placas de cerâmica térmica que recobrem a fuselagem da Discovery, e que formou duas saliências na nave, com ajuda do instrumento de inspeção (Orbiter Boom Sensor System), equipado com um laser fixado ao braço robótico da nave.

O astronauta levou menos de meia hora para fazer o trabalho, pois, segundo o Centro de Controle, "conseguiu retirar sem problema, simplesmente com as mãos, a fibra do material de isolamento térmico que tinha saído entre as placas.

Robinson e Noguchi saíram ao espaço às 05h48 de Brasília, com um atraso de 34 minutos, para uma revisão dos sistemas e equipamentos, informou um porta-voz do Centro de Controle de Vôos Espaciais (CCVE) da Rússia.

De acordo com o programa da caminhada espacial, Robinson e Noguchi ficarão no espaço exterior por seis horas.

Além dos consertos da fuselagem, durante sua terceira saída ao espaço aberto os dois astronautas devem montar uma plataforma de armazenagem na parte externa do segmento americano Unity, na Estação Espacial Internacional (ISS).



 Escrito por Pamplona às 11h43
[ ] [ envie esta mensagem ]



EUA planejam enviar novas missões à Lua até 2018

MIAMI, EUA, 1 ago (AFP) - Os Estados Unidos planejam enviar quatro astronautas à Lua até 2018, como parte dos preparativos para uma eventual missão a Marte, apontam documentos da Nasa publicados pelo jornal "Orlando Sentinel".

O plano prevê a construção de uma base na Lua, com gerador elétrico, e a busca de combustível e água no satélite da Terra, com a ajuda de carros especiais. Os astronautas viajariam em foguetes e retornariam à Terra em cápsulas semelhantes às do programa Apollo, que levou os primeiros homens à Lua, em 1969.

As missões na Lua serviriam para preparar viagens de 500 dias a Marte, diz o jornal, citando um estudo que deverá ser divulgado em setembro. No ano passado, o presidente americano, George W. Bush, anunciou que a Nasa voltaria a enviar astronautas à Lua antes de 2020, e depois a Marte.

O estudo calcula um gasto de 217 bilhões de dólares com os programas nos próximos 20 anos. A Nasa espera aposentar sua atual frota de ônibus espaciais em 2009, e ter uma nave de última geração pronta em 2011. Segundo funcionários da agência, a nova nave seria muito mais segura do que os ônibus espaciais.


 Escrito por Pamplona às 09h36
[ ] [ envie esta mensagem ]



Aviões da Boeing vão ganhar redes Wi-Fi

SÃO PAULO – A Boeing vai implantar redes sem fio nas aeronaves para oferecer acesso Wi-Fi. O projeto da companhia prevê de dois a três hotspots por avião.

Os pontos de acesso serão baseados em estações da Intel para conexõs por por notebooks ou dispositivos móveis. Os links serão por satélite. Futuramente, os passageiros da Boeing também terão serviços de VoIP durante os vôos.

Outra companhia que investiu em internet de banda larga sem fio foi a Lufthansa.



 Escrito por Pamplona às 09h34
[ ] [ envie esta mensagem ]



Discovery docks with space station

(CNN) -- Discovery docked with the international space station Thursday as NASA tried to determine why insulating foam fell off the shuttle's external fuel tank during its launch.

The shuttle-station rendezvous at 7:18 a.m. ET was the first since November 2002, NASA said. Shortly afterward, a connecting hatch was opened and both crews greeted each other with hugs and smiles.

Discovery flew in an unusual upside-down maneuver before it docked so space station cameras with special lenses could take pictures of it, looking for possible damage.

The images were sent from the station to NASA engineers on Earth, who will scrutinize Discovery's surface tiles and its thermal-protection system, explained Wayne Hale, deputy shuttle program manager.

"Any damage will not escape our detection," Hale said at a Wednesday news conference. NASA said that during launch, a piece of tile also fell from Discovery's underside near the forward landing gear -- an area that has a redundant thermal barrier.

Falling foam from Columbia's external fuel tank during launch in 2003 was blamed for damaging the spacecraft, which led to the deaths of seven crew members when Columbia attempted to return to Earth. Discovery is the first shuttle launch since that tragedy.

The piece of foam fell from Discovery's fuel tank during the shuttle's ascent into orbit on Tuesday. But unlike the Columbia incident, it did not strike the orbiter. Several smaller pieces also tore away, a NASA spokesman said.

Discovery's crew is in no apparent danger, but NASA said Wednesday it won't launch any more shuttles until engineers solve the problem of foam falling from the fuel tank.

NASA Administrator Michael Griffin said Thursday that the foam problem will be solved.

"We're very fortunate that Discovery appears not to have been damaged by this piece of foam and we're going to fix that before we fly the shuttle again," Griffin said on CNN's "American Morning."

"The team has worked hard, very hard, for two-and-a-half years to get the tank to be absolutely as clean is it can be. We missed this one."

Hale said the foam that fell off the tank is from 24 to 33 inches long, 10 to 14 inches wide, and 2.5 to almost 8 inches thick -- only slightly smaller than the piece of foam that damaged Columbia's wing.

Over the next four to five days, engineers "will come up with a fly-home as-is recommendation, or a repair recommendation, as required," Hale said.

Shuttle crew members plan to test repair techniques during three space walks by astronauts Steve Robinson and Soichi Noguchi of Japan. The two also plan to service the space station.

Since Columbia, NASA has developed contingency plans for astronauts to try to repair damaged shuttles so they can return to Earth. If a spacecraft cannot be repaired, plans call for the crew to take refuge in the space station until a rescue mission can be launched.

Discovery is due to return to Kennedy Space Center August 7.



 Escrito por Pamplona às 11h49
[ ] [ envie esta mensagem ]



Gol assina contrato de US$ 6,8 bi com a Boeing

SÃO PAULO - A Gol e a Boeing assinam hoje em Seattle um megacontrato que poderá envolver negócios de até US$ 6,868 bilhões. A companhia aérea brasileira elevou para 101 aeronaves, todas do modelo 737-800, o tamanho do seu pedido total. Antes, eram 63 jatos. As informações foram dadas pelo presidente e acionista da Gol, Constantino de Oliveira Junior, logo depois de sua chegada à cidade-sede da Boeing.

Com esse novo contrato, a Gol dobrou, de 30 para 60, o número de pedidos firmes, ou seja, aqueles que já estão totalmente acordados. E elevou de 33 para 41 o número de opções que poderá exercer futuramente. Cada aeronave dessas tem valor de tabela de US$ 68 milhões.

" O negócio confirma a confiança da Boeing na empresa " , disse Oliveira Junior. De acordo com ele, a entrega dos 101 aviões pode ocorrer até 2012. Os primeiros 60, já confirmados, serão entregues a partir de julho do ano que vem até 2009.

O executivo explicou que a entrada do pedido dos 60 primeiros jatos será paga com os recursos captados pela companhia aérea em sua última oferta pública de ações. A entrada corresponde a 15% do valor total, cifra superior a US$ 400 milhões.

" Os demais 85% serão financiados com garantia do Eximbank, o banco de fomento americano " , disse Oliveira Junior. O Eximbank oferece a garantia, o que reduz drasticamente o risco do crédito, e o financiamento é dado por outra instituição financeira.

O presidente da Gol confirmou que o plano da empresa é ter uma frota de 70 aeronaves até 2009, informação divulgada anteriormente, juntamente com seus resultados trimestrais.

Quanto a previsões de frota a partir de 2009, Oliveira Junior disse ser difícil fazer projeções no momento. Ou seja, as opções podem ou não ser exercidas.

Os jatos 737-800 que a Gol receberá irão ao Brasil com 178 lugares. Terão uma modificação aerodinâmica para poder pousar em aeroportos de tamanho de pista limitado como o Santos Dumont.

É o maior negócio já fechado pela fabricante americana na América Latina e firma a Gol como o seu principal cliente na região.

(Vanessa Adachi | Valor Econômico)



 Escrito por Pamplona às 10h47
[ ] [ envie esta mensagem ]



WEBJET

Nesta terça-feira, dia 12 de julho começa a operar uma nova empresa aérea, a Webjet que tem tarifas bem em conta, segundo o site da cia,  o trecho entre Brasília e São Paulo sai por R$170,00, já Porto Alegre a Rio de Janeiro sai R$248,00, São Paulo a Porto Alegre por R$188,00. o site da cia é www.webjet.com.br



 Escrito por Pamplona às 08h40
[ ] [ envie esta mensagem ]



Milionário americano será próximo turista espacial

da France Presse, em Moscou

O executivo americano Gregory Olsen será o próximo turista espacial. Ele embarcará para a ISS (Estação Espacial Internacional) em outubro, após ter assinado um acordo com a agência espacial russa, anunciou nesta quarta-feira um porta-voz da agência.

"O contrato entre a Agência Espacial Federal e a empresa Space Adventures foi assinado nos últimos dias", informou Viatcheslav Davidenko, citado pela agência de notícias Interfax.

"O vôo acontecerá em outubro, em uma nave Soyuz", acrescentou.

 Escrito por Pamplona às 08h15
[ ] [ envie esta mensagem ]



Video Esquadrilha "OI"

Pessoal, clique aqui e baixe (ou abra) o video que o Marco fez da esquadrilha OI em Araras (espere 40 segundos e clique em "Click here to Download")

 Escrito por Pamplona às 11h54
[ ] [ envie esta mensagem ]



Varig anuncia oitavo presidente em cinco anos

 RIO DE JANEIRO (Reuters) - O vice-presidente do Conselho de Administração da Varig, Omar Carneiro da Cunha, ex-presidente da Shell no Brasil, assumiu a presidência da empresa aérea nesta quarta-feira, em substituição a Henrique Neves, que estava no cargo desde maio.

Cunha será o oitavo presidente em cinco anos da endividada companhia que luta há anos para se manter no mercado. Neves foi deslocado para cuidar do plano de recuperação financeira da empresa, segundo informou a assessoria da Varig nesta quarta-feira em comunicado.

A Varig entrou em recuperação judicial em meados do mês passado, quando começou a contar o prazo de 60 dias para que apresente um plano de recuperação financeira. A dívida da empresa supera 6,5 bilhões de reais.

"A companhia, obrigada a apresentar um plano de recuperação empresarial, no prazo estipulado em lei, decidiu pela formalização de uma equipe exclusiva, que se dedicará a sua elaboração", explicou a nota da companhia.

O presidente do Conselho de Administração da Varig, David Zylbersztajn, ressaltou no comunicado que "o mesmo grupo que assumiu em maio a administração da Varig, a convite da FRBPar, permanece unido em torno do projeto de recuperação da companhia", contrariando notícias de conflitos internos.

Na quarta-feira, três fontes ligadas à Varig afirmaram que a exemplo de outras tentativas de salvamento da companhia no passado, a equipe contratada pela Fundação Ruben Berta, dona do Grupo Varig, estaria em conflito com membros da Fundação.



 Escrito por Pamplona às 17h06
[ ] [ envie esta mensagem ]



Video dos AMXs

Pessoal, clique aqui e baixe (ou abra) o video que fiz da passagem dos AMX la em Araras (espere 40 segundos e clique em "Click here to Download")



 Escrito por Pamplona às 16h44
[ ] [ envie esta mensagem ]



Brasil pode ganhar mais 8 empresas aéreas nos próximos meses

O mercado brasileiro de aviação deve esquentar até o final do ano. Nos últimos dias, o Brasil ganhou duas companhias aéreas regulares, a Webjet e a Team, que devem estrear ns próximas semanas, e outras seis empresas tentam obter registro no Departamento de Aviação Civil (DAC).

Sem a Vasp e com a Varig correndo risco de desaparecer, os passageiros brasileiros poderão embarcar em vôos das companhias AirMinas, Sete, Capital, JetSul, Globex e Samba. Além destas, a agência de turismo CVC vai operar vôos fretados em aviões com a "bandeira" da empresa.

A Webjet, do Rio de Janeiro, já possui dois Boeings e planos de operar vôos para Brasília, São Paulo e Porto Alegre. O diferencial da empresa, que pertence a um grupo de cinco investidores (com aportes totais de R$ 10 milhões), é vender bilhetes com um preço transparente, sem apelar para propagandas que informam apenas o valor mínimo, que vale em poucas situações.

"Queremos evitar que o passageiro se sinta enganado, com o truque do 'a partir de'", afirmou o diretor-presidente da empresa, Rogério Ottoni, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. "Haverá apenas uma classe tarifária em cada vôo", diz.

Já a Team, que existe desde 2001, quer deixar a imagem de vôos regionais de pequeno porte para trás. A companhia, que também é do Rio de Janeiro, tem ambições de levar sua estrutura de para outros Estados. O plano, no entanto, não é fazer vôos cruzando o Brasil, mas sim focos de atuação ao redor de cada base.

 Escrito por Pamplona às 11h02
[ ] [ envie esta mensagem ]



Esquadrilha Oi

Fotos da esquadrilha "Oi" tiradas por Marco Buttazzi e por mim na Expo Aero Brasil 2005

 

 



 Escrito por Pamplona às 22h11
[ ] [ envie esta mensagem ]