1
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004
01/01/2004 a 31/01/2004
01/12/2003 a 31/12/2003
01/11/2003 a 30/11/2003
01/10/2003 a 31/10/2003
01/09/2003 a 30/09/2003
01/08/2003 a 31/08/2003
01/07/2003 a 31/07/2003
01/06/2003 a 30/06/2003
01/05/2003 a 31/05/2003
01/04/2003 a 30/04/2003
01/03/2003 a 31/03/2003
01/02/2003 a 28/02/2003


Dê uma nota para meu blog


 UOL
 Aeroclube de Jundiai
 Fsa
 Airandinas
 Oahe
 Redemet
 Ewm
 Gol
 Vasp
 Tam
 Boeing
 Airbus
 Embraer







Simulador de Space Shuttle
Pessoal, achei um simulador de space shuttle, grátis para download na Internet, e bem pequeno 900k mais o manual de 50k
http://www.the-underdogs.org/game.php?name=Shuttle


 Escrito por Pamplona às 21h28
[ ] [ envie esta mensagem ]



Simulador de trafego aéreo
Pessoal, quem quiser saber como é ser Controlador de trafego aéreo nesse site tem um simulador gratuito:
http://atcsim.topcities.com/download2.htm

 Escrito por Pamplona às 16h50
[ ] [ envie esta mensagem ]



Apuros em Cincinnati (Flight Simulator)
Decolei de NY e segui para oeste, fiz uma escala em Pitisburg onde reabasteci, decolei novamente e continuei rumo oeste, subi bastante para tentar pegar o VOR do aeroporto de Cincinnati (que era meu objetivo), subi, subi e nada, voei meio sem saber onde estava, quando já estava ficando preocupado, comecei a ouvir aquele barulhinho agradável "Bip bibi bip bi", naquele momento para mim aquele código Morse significava "Bip, você não esta mais perdido, bip", ajustei a proa rumo Cincinnati, e prossegui com meu vôo, fiz contato com a aproximação e fui descendo, descendo, descendo e quando já estava a 18NM do aeroporto consegui pegar o ATIS:
"CINCINNATI AIRPORT INFORMATION FOXTROT 0224 ZULU WEATHER, WINDS: 353 AT 15, VISIBILITY 6 IN LIGHT RAIN, SKY CONDITION: CELLING 1.400 OVERCAST, TEMPERATURE: 2, DEWPOINT: 2....". Fui autorizado a pousar na pista 36 L, ajustei o ILS para a freqüência 119,30 e comecei a aproximação por instrumentos e fui descendo quando entrei nas nuvens e fiquei completamente "guardado", não enxergava absolutamente nada, o avião começou a chacoalhar muito, estava muito difícil manter o eixo, tomei uma rajara muito forte e vi o horizonte artificial rodar, pensei "agora já era!!", mas consegui controlar o avião, a cada rajada o avião balançava muito, numa delas o avião quase vira de ponta cabeça, quando já havia decidido subir e sair dali o mais rápido possível, a situação melhorou e decidi continuar com a aproximação, com muita dificuldade consegui estabilizar e ajustar uma razão de descida e fiquei só nos pedais brigando com o vento, mas nada da pista, a chuva começou a piorar, já estava novamente pensando em abortar quando vi uma luminosidade, e em segundos surgiu a pista, fui descendo, descendo e quando estava quase conseguindo tomei uma rajada que me tirou completamente do eixo, mas mesmo assim consegui.


 Escrito por Pamplona às 02h10
[ ] [ envie esta mensagem ]



Siglas
Você está com dificuldades para saber o que significa aquela sigla que aparece no painel ou no manual da sua aeronave?
Seus problemas acabaram, existe um site onde voce encontra o significado de todas as siglas, ele tem de tudo e mais um pouco. Testei umas siglas como WOW (weight on wheels/peso nas rodas) ou WONG (weight on nose gear/peso no trem principal).
O site é http://www.acronymfinder.com/

 Escrito por Pamplona às 09h21
[ ] [ envie esta mensagem ]



Raio
Vejam o exato momento em que um raio atinge uma aeronave (aguarde a figura carregar completamente, para a animação funcionar)


 Escrito por Pamplona às 12h18
[ ] [ envie esta mensagem ]



Concorde da Air France faz pouso de emergência
14h43 - 19/02/2003


PARIS/HALIFAX (Reuters) - Um Concorde da Air France pousou com segurança no leste do Canadá na quarta-feira, depois de ter problemas no motor durante um vôo que ia de Paris para Nova York, informou a companhia aérea francesa.

"Tudo está sendo feito para que todos os passageiros possam prosseguir viagem para Nova York... o mais rápido possível", declarou a companhia em um comunicado, sem dar mais detalhes do problema.

Estavam a bordo do vôo AF002 47 passageiros e nove tripulantes.

Harvey Vardy, porta-voz da Guarda-Costeira do Canadá, disse que o Concorde estava a caminho do aerporto John F. Kennedy, em Nova York, quando foi detectado um problema em um dos quatro motores da aeronave. O motor com problemas foi desligado no mesmo momento. Em seguida, os pilotos do Concorde declararam emergência e pediram autorização para aterrissar em Halifax, na costa leste do Canadá.

A Air France e a British Airways suspenderam vôos com os jatos supersônicos depois de um acidente em Paris com um Concorde, que matou 113 pessoas, em julho de 2000. Uma investigação concluiu que o estouro de um pneu rompeu o tanque de combustível.

As duas empresas, as únicas a operar a aeronave, voltaram a usar o Concorde em novembro de 2001, depois de terem feito modificações para evitar que o acidente se repetisse


 Escrito por Pamplona às 17h34
[ ] [ envie esta mensagem ]



Simuladores Gratuitos
Pessoal na pagina da nasa tem 3 simuladores (aerodinamica, turbina e etc) vale a pena dar uma conferida
http://www.grc.nasa.gov/WWW/K-12/freesoftware_page.htm

 Escrito por Pamplona às 11h46
[ ] [ envie esta mensagem ]



Lambança em NY (Flight Simulator)
Decolei de Washington Dulles rumo New York, subi bastante e fiz uma viagem tranqüila acima do teto, ate que as nuvens abaixo sumiram e deu para ver a região dos lagos. Mas a lambança começou quando cheguei em NY segui todas as instruções da aproximação, chamei o aeroporto JF Kennedy e solicitei autorização para pouso visual e fui instruído a entrar no trafego a esquerda e pegar a final da pista 31 da direita, localizei a pista, mas tinha algo estranho com a pista, meu giro direcional não marcava 310 apesar de eu ter certeza que estava no eixo da pista. Achei estranho mas continuei fazendo minha aproximação quando fui quase atropelado por um jato, fiquei meio confuso, mas quando estava entrando na final tive vi um outro aeroporto a esquerda, foi quando percebi que estava pousando no aeroporto de La Guardia (KLGA), isso mesmo estava pousando no aeroporto errado, que mancada, né! Não imaginava que os dois aeroportos eram tão próximos, hehehehe

Vejam a vista dos lagos (ha 60MN de NY)

chegando a NY

Aeroporto de La Guardia (ate entao eu pensava que era o JFK)

Agora sim o aeroporto JF Kennedy, vejam que começou a nevar.

 Escrito por Pamplona às 00h33
[ ] [ envie esta mensagem ]



Fotos de Aviação
Hoje estava vendo o site http://www.airliners.net/ onde tem fotos incriveis de aviação, vale a pena ir lá da uma conferida. (Postei algumas fotos aqui mas devido aos direitos autorais das fotos, voces devem visualiza-las no proprio site clicando no link abaixo)

Clique aqui
p/ ver a foto (Cabine 1)



Clique aqui
p/ ver a foto (Cabine 2)



Clique aqui
p/ ver a foto (Cabine 3)



Clique aqui
p/ ver a foto (Cabine 4)



Clique aqui
p/ ver a foto (Cabine 5)



Clique aqui
p/ ver a foto (USAF B1B rompendo a barreira do som)



Clique aqui
p/ ver a foto (esquadrilha)



Clique aqui
p/ ver a foto (Lua)



 Escrito por Pamplona às 15h47
[ ] [ envie esta mensagem ]



Mais fotos da viagem (Flight Simulator)
Dessa vez pousei no aeroporto de Washington Dulles (KIAD), foi uma viajem tranqüila apesar de ter que ficar desviando das nuvens de tempestade e o pouso ter sido o pior pouso que já fiz (e olha que nem vento para atrapalhar tinha).

Fazendo o chek antes da decolagem em Raleigh-Durham

Aguardando a liberação da torre

Veja as nuvens CBs que se espalhavam por todo o céu

 Escrito por Pamplona às 19h41
[ ] [ envie esta mensagem ]



Mais um trecho da aventura (Flight Simulator)
Decolei de Orlando, já sem chuva, pretendia chegar a New York, mas o combustível já estava quase no limite, então decidi não ariscar. Procurei no GPS o aeroporto mais próximo e acabei pousando nesse aqui:
Raleigh-Durham Intl (KRDU)
Latitude: N35* 52.66'
Longitude: W78* 47.25'
Elevation: +435
Runway Length Surface ILS ID ILS Freq. ILS Hdg.
5L 10000 Concrete IGKK 109.10 052
23R 10000 Concrete IDMP 111.70 232
5R 7500 Asphalt IRDU 109.50 052
23L 7500 Asphalt ILEI 108.50 232
14 3569 Asphalt *** *** ***
32 3569 Asphalt *** *** ***
ATIS Frequency: 123.800 MHz
Clearance Delivery: 120.100 MHz
CTAF Frequency: ***
Ground Frequency: 121.700 MHz - 121.900 MHz
Tower Frequency: 119.300 MHz - 127.450 MHz
Departure Frequency: 125.300 MHz - 132.350 MHz - 124.800 MHz
Approach Frequency: 124.950 MHz - 128.300 MHz - 124.950 MHz - 128.300 MHz - 124.950 MHz - 128.300 MHz
Center Frequency: ***
FSS Frequency: ***
MULTICOMM Frequency: ***
UNICOM Frequency: 122.950 MHz
AWOS Frequency: ***

Nunca tinha pego tanto trafego, veja na minha direita 2 aviões (pena que na foto eles não piscam), tinha um decolando atrás e um já havia decolado na minha frente, mas todos a uma distancia de 5 milhas. Como o controlador não falou nada mantive o rumo.



Vejam o nascer do sol em Atlanta



Vejam outra aeronave (Orbit) em rota de colisão comigo (4.1 Milhas). Tirei essa foto e então mudei a proa para 320 como fui solicitado



Aproximando do aeroporto Raleigh-Durham Intl (KRDU), vejam um outro avião no alto a direita a somente 3 milhas de distancia



Vejam um Jato na beira da pista esperando eu pousar para poder decolar


Pousei e ainda consegui virar a tempo de ver o jato decolando

 Escrito por Pamplona às 00h59
[ ] [ envie esta mensagem ]



Nuvens (Meteorologia)
As nuvens não eram identificadas e classificadas até o principio do seculo 19. O primeiro sistema de classificação das nuvens foi proposta por França Lamarck, um farmacêutico françês, em 1802. Luke Howard, um farmacêutico inglês, propôs com êxito uma classificação das nuvens em 1803. O sistema de Howard usa termos em Latin para descrever as formas de nuvens. O primeiro Atlas Internacional de Nuvens foi publicado em 1896. A sistema usado atualmente é baseado no sistema original de Howard.

Entre 1802-03, Luke Howard apresentou um trabalho para a Sociedade de Askesian da qual ele era um dos sócios fundadores, intitulado On The Modification of Clouds (a palavra modificação no título em inglês atual seria substituída por classificação). No trabalho, Howard propôs a identificação de várias categorias simples dentro da complexidade de formas de uma nuvem. Howard usou para as categorias descritivas, nomes em latim (como outros pesquisadores haviam feito com plantas e animais), o idioma dos estudiosos.

Definição:
Nuvens normalmente são formadas quando ar úmido existente próximo à superfície terrestre é levado pelos ventos para a parte superior da atmosfera onde condensa. Isto é porque ar frio retém menos vapor de água que ar aquecido, assim o vapor condensa transformando-se em líquido ou gelo.
As partículas condensadas, por conseguinte, formam a nuvem. Porém, a nuvem é principalmente ar - as gotas ou partículas de gelo que a compõe representam somente um milionésimo do volume.
Quanto ao seu aspecto podem ser:

-Estratiformes: desenvolvimento horizontal, cobrindo grande área; de pouca espessura; precipitação de caráter leve

 Escrito por Pamplona às 23h52
[ ] [ envie esta mensagem ]



Orlando (Flight Simulator)
Aproveitei o sábado de manha para estudar um pouco e voar mais um trecho da minha aventura em volta do mundo através do FS2002. Decolei de Miami com o tempo bom e segui em direção ao VOR de Orlando, peguei uma baita tempestade no caminho e tive que subir para o FL120, cheguei em Orlando com visibilidade de 2Km (segundo o ATIS) mas acredito que na realidade estava pior, pois quase abortei o pouso por não encontrar a pista "na critica", já tinha enchido a mão para aremeter ,quando a pista apareceu)

Aproximando ILS da pista 36L, debaixo de uma forte chuva



Taxiando, seguindo as instruções do trafego

 Escrito por Pamplona às 15h27
[ ] [ envie esta mensagem ]



A latitude e a longitude (Navegação)
No globo terrestre existem linhas imaginarias que dividem o globo em varios pedaços chamadas de paralelos e meridianos. A linha que corta a terra ao meio no sentido hrizontal e chamada de equador (que é a linha de latitude zero). e divide a tera em 2 semi-circuferencias sendo a de cima o hemisferio norte e a parte de baixo o hemisferio sul. Os paralelos são circunferências paralelas à circunferência do equador.
O meridiano de Greenwich e a linha que conta a terra no sentido vertical, dividindo em duas semi-circuferencias, o que estar ao lado esquerdo do meridiano e o hemisferio Oeste (West) e o hemisferio da direita e o hemisferio Leste (Este ou East). Os meridianos sao circuferencias paralelas à circuferencia do meridiano de Greenwich. O meridiano de Greenwich passa pelo Laboratorio Naval de Greenwich na Inglaterra.

Os pontos do globo sobre o mesmo paralelo têm a mesma latitude.
Os pontos sobre o mesmo meridiano tem a mesma logitude.
Graças a essas linhas podemos criar cordenadas geograficas para nos localizarmos.
Obs: O ângulo que a Estrela Polar faz com o horizonte é a latitude do lugar onde te encontras.
Desenha sobre o teu globo terrestre o paralelo da latitude em que te encontras. Por exemplo, quando se observa a Estrela Polar em qualquer local ao longo do paralelo dos 20ºN, o ângulo que a Estrela Polar faz com o horizonte, determinado com o quadrante, é de 20º.
Mais informações em http://www.ucv.mct.pt/equinocio/index.asp ou http://www.aryjohansson.hpg.ig.com.br/notas/ncarto05.htm

 Escrito por Pamplona às 12h42
[ ] [ envie esta mensagem ]



Tipos de navegação (Navegação)
a) Navegação Visual, por contato ou praticagem
Nesse tipo de navegação se utilizam referencias visíveis na superfície da terra como por exemplo estradas de ferro, estradas rodoviárias, ruas, avenidas, lagos, rios, montanhas, ilhas, cidades, vilas e etc

b) Navegação estimada
Nesse tipo de navegação utilizam-se três instrumentos: Bússola, velocímetro e relógio, considerando-se a direção, distancia e tempo voados a partir de um ponto de referencia conhecido pode-se estimar sua posição atual

c) Navegação por Radio ou Radionavegação
Consiste na utilização de Radio-farol, Broadcasting, ou qualquer outro tipo de sinalizadores de radio

d) Navegação Eletrônica
Utiliza-se equipamentos eletrônicos ou computadores para navegação

e) Navegação Astronômica ou celestial
Tipo de navegação onde utiliza-se as estrelas, e outras referencias da abóbada celeste para se localizar, com a utilização de Sextantes pode se descobrir a posição do observador na superfície celeste

f) Navegação por satélite
Sistema que se baseia em satélites geo-estacionários para navegação, também conhecido como GPS

 Escrito por Pamplona às 11h50
[ ] [ envie esta mensagem ]



Introdução a Navegação (Navegação)
A palavra navegação vem do latin, "Navis" siguinifica embarcação e "Agere" que siguinifica locomoverse, podemos dizer que navegar é localizar e orientar. Para um deslocamento entre dois pontos é necessário a utilização de algum métodos. Nos primórdios, utilizava-se normalmente referências tais como: rios, córregos, árvores, pedras, montanhas, cavernas entre outras que permiti-se a orientação através do terreno. Desta forma começamos a navegar.
Posteriormente observou-se que os astros da abóbada celeste (principalmente o Sol) poderiam ser úteis na determinação da direção a seguir e até na estimativa de posição geográfica ocupada. Na contínua evolução de sistemas de navegação, criaram-se instrumentos que tornaram mais seguras e menos complicadas a tarefa de orientação. Mas observamos que alguns elementos básicos permanecem os mesmos. O que importa é descobrir constantemente o local ocupado em relação à superfície terrestre (posição), e como se dirigir a outro ponto (direção a seguir).

 Escrito por Pamplona às 11h36
[ ] [ envie esta mensagem ]



Pouso em Miami (Flight Simulator)
Acabei de ler o livro "Asas do Vento" de Gérard Moss, onde ele narra sua viajem ao redor do mundo sozinho em um moto-planador (Super Ximango), fiquei empolgado e resolvi fazer uma aventura similar só que através do computador utilizando o FS2002, decolei de são Paulo em uma tarde ensolarada, e comecei minha jornada passando por Rio de janeiro, Espírito Santo, Bahia, Recife, Fortaleza, Manaus, saindo do Brasil passei pelo Suriname, pequenas Antilhas, costa rica (onde peguei uma enorme tempestade), passei por cuba e finalmente cheguei no aeroporto de Miami pelo Leste na pista 27L. e resolvi tirar uns "screen shots" e postar aqui para compartilhar minha aventura com vocês.


Chegando em Miami no FL050 (tive que descer antecipadamente para fugir de umas formações não muito amigáveis)



Vejam o céu iluminado pela Lua



Apesar do excelente visual, prossegui em IFR (vôo por instrumentos)


Aproximação



Arredondamento



Taxiando para livrar a pista

 Escrito por Pamplona às 15h53
[ ] [ envie esta mensagem ]



Foto legal


 Escrito por Pamplona às 23h22
[ ] [ envie esta mensagem ]



Esse blog

Sempre fui apaixonado pela aviação, mas nunca havia conseguido ingressar nesse mundo, mas finalmente comecei a dar minhas primeiras engatinhadas nessa área fabulosa. Graças ao incentivo do meu Tio Sergio, do amigo Mamá, o apoio de Minha namorada (Pri), minha mãe e meu Pai iniciei minha caminhada para me tornar piloto. Bem criei esse blog para ir registrando meus passos, pretendo colocar um pouco de tudo, fotos, informações sobre aviação, minhas matérias teóricas, meus vôos (reais e virtuais) e etc. Espero que gostem!



 Escrito por Pamplona às 23h11
[ ] [ envie esta mensagem ]